MEDIA CENTER

Polícia Marítima deteta apanha ilegal de amêijoa em mergulho e por embarcação com ganchorra no Tejo

20 FEV 2018 13:02

A Polícia Marítima de Lisboa realizou, no passado fim de semana, dias 17 e 18 de fevereiro, ações de fiscalização dirigidas à apanha ilegal de bivalves no rio Tejo.

​Em resultado dessas mesmas ações foi detetado um individuo extracomunitário a exercer a apanha de bivalves com recurso a garrafas de mergulho e uma embarcação a exercer a atividade de pesca com ganchorra rebocada (arrasto).

O indivíduo detetado encontra-se em situação ilegal em território nacional, pelo que foi dado conhecimento ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. Adicionalmente, o mergulho era exercido com uma garrafa de oxigénio industrial sem provas hidráulicas e certificada para aquele serviço, o que poderia causar um grave acidente hiperbárico, colocando a vida do seu utilizador em perigo.

Os pescadores que utilizavam a arte da ganchorra foram autuados, devido à ilicitude da atividade, e por não utilizarem os coletes de salvação.

Das ações realizadas foi apreendido todo o equipamento de respiração autónoma, uma embarcação e motor, assim como 50 quilos de amêijoa japónica, que foi devolvida ao habitat natural.