MEDIA CENTER

Autoridade Marítima presta assistência médica a tripulante ferido da embarcação de pesca “Princesa de Peniche”

25 MAI 2017 14:05

O Capitão do Porto da Figueira da Foz, em articulação com o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa) e o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU), coordenou localmente durante a madrugada de hoje, dia 25 de maio, uma operação de assistência médica a um tripulante de uma embarcação do cerco “Princesa de Peniche”, que se encontrava em faina de pesca da sardinha, ao largo do Pedrógão, quando foi arrastado para o mar com a arte de pesca e foi mantido preso longos minutos na água, sem possibilidade de resgate imediato.

​O alerta foi transmitido ao Capitão do Porto pela Marinha, via MRCC Lisboa às 03h56, tendo sido de imediato empenhada para a posição conhecida da embarcação de pesca o salva-vidas “SR42” da estação salva-vidas da Figueira da Foz que, para além da tripulação, embarcou uma equipa médica do INEM, tendo sido igualmente acionada a Embarcação de Alta Velocidade (EAV) “Portimão” da Polícia Marítima.

Face à impossibilidade de transferência da vítima da embarcação de apoio (chalandra) onde se encontrava após o resgate, para a embarcação mãe “Princesa de Peniche”, a embarcação de pesca “Atleta”, que também se encontrava em faina de pesca nas imediações e dispunha de maior velocidade, procedeu ao reboque da chalandra com a tripulação embarcada e o ferido, ao encontro das embarcações da Autoridade Marítima.

Após o embarque da equipa médica a bordo da chalandra, e tendo em consideração que o seu estado de saúde não permitia movimentos bruscos, foi decidido manter a vítima a bordo da embarcação de pesca durante o restante percurso de regresso ao porto da Figueira da Foz, com acompanhamento próximo das embarcações de emergência.

Do porto de pesca da Figueira da Foz, a vítima foi transportada para o Hospital da Figueira da Foz, às 05h15.