MEDIA CENTER

Autoridade Marítima Nacional efetuou recomendações a mais de 29 mil pessoas nas praias nos dias 01, 02 e 03 de maio

04 mai 2020 22:45

A Autoridade Marítima Nacional, através da Polícia Marítima e do Instituto de Socorros a Náufragos, realizou nos dias 01, 02 e 03 de maio diversas ações nas praias e junto à orla marítima, no sentido de aconselhar e sensibilizar as pessoas para a importância do cumprimento das medidas impostas, por forma a conter a pandemia da COVID-19 e a salvaguardar a saúde pública.

​Neste sentido, foram contabilizadas nestes três dias 11149 recomendações, realizadas a um total de 29981 pessoas.

Das pessoas detetadas em situação de potencial incumprimento ou de risco, destacam-se as deslocações ou passeios no Domínio Público Marítimo (21086 pessoas), permanência em zonas de apoio balnear (8580 pessoas), prática de desportos de deslize, como o surf ou o bodyboard (216 pessoas) e pesca lúdica (66 pessoas).

 

Durante os três dias, a Polícia Marítima não registou qualquer ocorrência por desobediência à autoridade.

 

Dos três dias, o domingo foi o dia em que se registou maior afluência às praias e às zonas costeiras (23224 pessoas), com a zona centro a registar o número mais elevado (19131 pessoas).

 

A abordagem da Polícia Marítima, à semelhança das restantes forças de segurança, tem sido de prevenção e pedagógica, e em praticamente todas as situações acima contabilizadas as pessoas cumpriram as indicações da Polícia Marítima e terminaram as atividades, regressando às suas casas.

 

O Instituto de Socorros a Náufragos reforçou o dispositivo da Autoridade Marítima Nacional, tendo auxiliado a Polícia Marítima nas ações de sensibilização nas praias e no mar.

 

Nas ações realizadas durante o referido período, os elementos da Autoridade Marítima Nacional percorreram 7669km de praia e registaram 487 milhas náuticas navegadas.

 

A Autoridade Marítima Nacional, e em particular a Polícia Marítima, irá manter o esforço de fiscalização e de sensibilização para o cumprimento de todas as medidas que contribuam para diminuir o avanço da COVID-19, com o objetivo de proteger as pessoas e salvaguardar a saúde pública.