MEDIA CENTER

Polícia Marítima apreende redes ilegais no Sado

20 DEZ 2017 11:12

A Polícia Marítima de Setúbal detetou, na madrugada de ontem, dia 19 de dezembro, durante uma operação noturna no rio Sado entre as cidades de Setúbal e Alcácer do Sal, duas redes de emalhar com características ilegais, sinalizadas indevidamente e fundeadas em local que constituía um perigo para a navegação fluvial.

​Dada a sua natureza ilegal e o risco que representavam, estas artes foram removidas das águas e transportadas para o Comando-local de Setúbal. Ao serem recolhidas as redes traziam diverso peixe, na sua maioria Robalo, totalizando cerca de 25 Kg, sem possibilidade de serem devolvidos com sucesso ao seu habitat natural, pelo que o pescado foi também transportado para Setúbal.

Esta operação teve como principal objetivo a fiscalização de atividades profissionais e lúdicas de exploração de recursos vivos no rio. Foi ainda durante a ação intercetada uma embarcação de pesca local em ocultação de luzes que, perante o ato de fiscalização, se veio a confirmar com irregularidades ao nível dos meios de salvação e em questões relacionadas com o registo.

O pescado trazido pelas redes foi hoje de manhã entregue à Santa Casa da Misericórdia de Setúbal.