MEDIA CENTER

Polícia Marítima deteta e apreende redes ilegais de meixão no rio Mondego

13 NOV 2017 17:11

A Polícia Marítima do Comando-local da Figueira da Foz desenvolveu na passada sexta-feira, dia 10 de novembro, mais uma operação de combate à captura ilegal de meixão (enguias em estado larval), na sua área de jurisdição do rio Mondego.

​No decurso desta operação foram detetadas e recolhidas cinco redes de meixão de largas dimensões a montante da Ponte Engenheiro Edgar Cardoso, duas delas contendo no saco cerca de um quilograma daquela espécie que, por se encontrarem vivas, foram devolvidas ao rio. 

As redes ilegais foram apreendidas e transportadas para o Comando-local da Polícia Marítima, onde se procedeu à elaboração do respetivo expediente e autos de contraordenação.

O meixão é uma espécie de enguia europeia que se reproduz no Mar dos Sargaços, que suporta variações acentuadas do nível de sal na água, e que cresce no rio e desova no mar. Os adultos migram para o Mar dos Sargaços morrendo após a reprodução, sendo que as larvas regressam às zonas costeiras onde se metamorfoseiam em enguias de vidro (Anguilla anguilla), que migram para as águas interiores onde crescem. 

A pesca do meixão é proibida em todo o território nacional, exceto no troço internacional do rio Minho, ao abrigo de acordo bilateral entre Portugal e Espanha.