MEDIA CENTER

Polícia Marítima apoia e resgata 385 migrantes em dois meses de missão na Grécia

30 JUN 2017 17:06

A equipa da Polícia Marítima, que se encontra na ilha grega de Lesbos desde o dia 1 de maio, integrada na missão POSEIDON 2017, sob égide da agência europeia FRONTEX, apoiou e resgatou 385 migrantes em dois meses de missão na Grécia.

​De 1 de maio a 30 de junho de 2017, os resultados são os seguintes:

- Missões de busca e salvamento – 51

- Pessoas apoiadas/resgatadas – 385

- Horas de navegação – 292

Todos os elementos da equipa possuem formação em Suporte Básico de Vida e Oxigenoterapia e têm a bordo equipamentos de oxigenoterapia e de monitorização dos valores de oxigénio no sangue e dos batimentos cardíacos. 

A equipa portuguesa é composta por 9 Agentes da Polícia Marítima, um Faroleiro Técnico e um militar da Marinha, para o apoio e manutenção das embarcações e manutenção da componente elétrica e eletrónica da Viatura de Vigilância Costeira. A Polícia Marítima conta ainda com um elemento destacado no Centro de Coordenação Internacional, em Piréus, na Grécia, com as funções de oficial de ligação entre a equipa e a agência FRONTEX.

A Polícia Marítima encontra-se em missão em apoio à guarda-costeira grega, com o objetivo de controlar e vigiar as fronteiras externas marítimas e combater o crime transfronteiriço, no âmbito das funções de guarda-costeira europeia, até ao dia 31 de outubro de 2017.

NO MAR, MAIS ALÉM, POR BEM.​