MEDIA CENTER

Cinco golfinhos arrojados pelo mar na Póvoa de Varzim e Vila do Conde

18 JAN 2017 13:01

O Comando-local da Polícia Marítima da Póvoa de Varzim e Vila do Conde, entre os dias 14 e 18 de janeiro, registou cinco ocorrências de golfinhos arrojados pelo mar, já sem vida, três dos quais em elevado estado de decomposição.

​​O primeiro animal foi encontrado no dia 14, na Praia do Guião. No dia 15, na freguesia de Aguçadoura, foram recolhidos mais dois. No dia 17, na Barranha, Aguçadoura, com a força ondulação que se fazia sentir, o animal foi arrojado para o leito da ribeira, tendo sido necessário empenhar pessoal da Polícia Marítima na operação de recolha.  A remoção e encaminhamento para incineração dos animais foi efetuada pelos serviços técnicos da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim.

Embora não tenha sido possível identificar as causas da morte, procedeu-se ao registo biométrico dos mamíferos e comunicado ao Instituto de Conservação da Natureza e Florestas e ao Aquário Vasco da Gama, entidades que têm desenvolvido um trabalho científico de estudo e monitorização destes animais.

Na manhã de hoje, dia 18, o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas recolheu mais um cadáver de golfinho, na praia Azul, no concelho de Vila do Conde, o que perfaz um total de cinco ocorrências em cinco dias.

O arrojo de golfinhos é, nesta época do ano, frequente.​