MEDIA CENTER

Resgate de praticante Kayak a cerca de 10 milhas das ilhas Berlengas

19 JUN 2016 10:06

O Capitão do Porto e Comandante-local da Polícia Marítima de Peniche, como coordenador local, em articulação com o Centro de Coordenação de Busca de Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC-Lisboa), dirigiu ontem, dia 18 de junho, as operações de resgate de um praticante de kayak, que integrava o evento “19ª Expedição em autonomia às Berlengas em Kayak”.​

​O alerta foi dado cerca das 16h00 por familiares, informando para a falta de notícias do praticante de kayak.  Tinha sido avistado pela ultima vez, pelas 14h00, a cerca de 2 milhas a SW das ilhas Berlengas. De imediato, foi mobilizada a Estação Salva-vidas do ISN de Peniche, com a embarcação “Vigilante”, que iniciou as buscas a sul das Berlengas, cerca das 16h30. Por volta das 18h00, integrou as buscas, a embarcação Semirrígida da Estação Salva-vidas do ISN da Nazaré, em reforço do dispositivo sendo que, cerca das 18h40, também um meio da Força Aérea portuguesa (FAP), helicóptero EH-101 Merlim, integrou o dispositivo de buscas.

Após o alargamento da área de buscas, já ao final do dia, cerca das 21h00, o praticante de Kayak foi avistado pelo helicóptero, a cerca de 10 milhas a SW das Berlengas.

Efetuado o resgate pelo meio aéreo, o praticante, do sexo masculino, 43 anos de idade e residente na zona de Aveiro, foi transportado para Peniche, tendo sido assistido por uma equipa do INEM, cerca das 21h15. Posteriormente, foi movimentado para o hospital das Caldas da Rainha, para a realização de exames complementares. À chegada apresentava estar bem de saúde, no entanto, bastante cansado.

Estiveram envolvidos nas operações, 2 meios das Estações Salva-Vidas de Peniche e da Nazaré, 1 helicóptero da FAP, o Piquete da Polícia Marítima, 1 navio mercante em trânsito para Norte (após divergir ligeiramente a rota), a Proteção Civil de Peniche e os Bombeiros Voluntários de Peniche, da Lourinhã e de Torres-Vedras, em auxílio das buscas na orla costeira marítima.