MEDIA CENTER

Polícia Marítima deteta e apreende lancha rápida na Grécia

20 ABR 2016 17:04

A equipa da Polícia Marítima (PM) que se encontra integrada na missão da agência FRONTEX, POSEIDON RAPID INTERVENTION, a colaborar no controlo de fronteiras da União Europeia, na Grécia, detetou e apreendeu uma lancha rápida que desembarcou 38 emigrantes na Ilha grega de Lesbos.

​A PM recebeu informação de que estaria uma embarcação a dirigir-se para o cabo de Korakas com emigrantes a bordo. A equipa da PM dirigiu-se rapidamente para o local e encontrou uma lancha rápida junto à margem, onde já tinham desembarcado em segurança 38 emigrantes, dos quais 8 crianças, 15 mulheres e 15 homens. Os emigrantes foram depois encaminhados para autoridades da agência FRONTEX.

Como medida cautelar de combate à imigração ilegal e à criminalidade transfronteiriça, e por forma a garantir a proteção e salvamento de emigrantes e refugiados, a PM efetuou uma revista à lancha.

Não foram encontrados indivíduos suspeitos nem armas, explosivos ou outros quaisquer objetos ou artefactos proibidos e/ou suscetíveis de poderem ser usados em eventuais atos de violência ou relacionados com o tráfico de seres humanos ou com o auxílio à emigração ilegal na União Europeia.

Depois de dada como segura, a lancha foi escoltada pela embarcação portuguesa ARADE até ao porto Skala Sikaminea e entregue à Guarda-costeira grega.

Desde o dia 1 de outubro de 2015, a PM já resgatou 2899 emigrantes e refugiados, dos quais 786 eram bebés e crianças e 622 eram mulheres, e deteve 5 facilitadores.

A PM vai manter o seu apoio à Guarda-costeira Grega, com o objetivo de cooperar no controlo e vigilância das fronteiras marítimas gregas e no combate ao crime transfronteiriço, integrada na missão da agência FRONTEX, até ao dia 30 de setembro de 2016.

NO MAR, MAIS ALÉM, POR BEM.

Vídeo da apreensão