MEDIA CENTER

Polícia Marítima no controlo de fronteiras na Grécia resgata 264 emigrantes e refugiados

7 MAR 2016 18:03

A equipa da Polícia Marítima (PM), que se encontra na Ilha Grega de Lesbos desde o dia 1 de outubro, integrada na missão da agência FRONTEX, POSEIDON RAPID INTERVENTION, a colaborar no controlo de fronteiras da União Europeia, resgatou, em três patrulhas, 264 emigrantes e refugiados de embarcações com os motores avariados e deixadas à deriva por facilitadores, no meio da travessia entre a Turquia e a Grécia.

A equipa da PM realizou 4 missões de busca e salvamento em 3 patrulhas realizadas entre sábado e o dia de hoje, dia 07 de março, resgatando um total de 264 pessoas que corriam risco de vida.

Ontem de madrugada, dia 06 de março, a equipa da PM realizou duas missões de busca e salvamento, tendo resgatado na primeira missão 58 emigrantes, de um bote a afundar e com o motor avariado. O mar estava bastante agitado, as pessoas a bordo estavam nervosas e as crianças muito assustadas. Muitos já apresentavam sinais de má disposição associada à agitação marítima e um homem encontrava-se em hipotermia.

A equipa da PM decidiu resgatar rapidamente para o interior da embarcação ARADE todos os emigrantes e refugiados, num total de 58 pessoas, começando pelos bebés, crianças e mulheres.

Ao regressar à patrulha, a PM realizou mais uma missão de busca e salvamento. A equipa portuguesa encontrou uma pequena embarcação de fibra, muito frágil e que, face ao número de pessoas a bordo e à agitação marítima, corria um elevado risco de se virar e afundar. Desta embarcação foram resgatados 37 emigrantes e refugiados.

No passado sábado, a equipa regatou de um bote sobrelotado e à deriva mais 57 emigrantes e refugiados. Estes encontravam-se calmos e cooperantes, facilitando a ação de salvamento da PM.

Já esta madrugada, a equipa da PM encontrou uma lancha de fibra com 112 emigrantes a bordo, que foram abandonados à deriva por facilitadores. Devido à forte ondulação, a equipa da PM transferiu de imediato 85 emigrantes para o navio patrulha da Guarda-costeira grega que se encontrava na área e transportou os restantes 27 emigrantes, em segurança, para o porto de Skala Sikaminea.

No total foram resgatados 264 emigrantes, dos quais 93 crianças, 72 mulheres e 99 homens.

Até ao momento a equipa já resgatou, em segurança e transportou para terra, 2794 emigrantes e refugiados que corriam risco de vida, sendo 742 bebés e crianças.

A PM vai manter o seu apoio à Guarda-costeira Grega, com o objetivo de cooperar no controlo e vigilância das fronteiras marítimas gregas e no combate ao crime transfronteiriço, integrada na missão da agência FRONTEX, até ao dia 30 de setembro de 2016.

NO MAR, MAIS ALÉM, POR BEM.

Ver vídeo do resgate