MEDIA CENTER

Instituto de Socorros a Náufragos recebe 28 viaturas para reforço da vigilância na Época Balnear 2019

30 MAI 2019 17:05

Realizou-se hoje nas Instalações Centrais de Marinha, junto à Ribeira das Naus, a cerimónia de entrega das 28 viaturas “Volkswagen Amarok” por parte da SIVA Portugal ao Instituto de Socorros a Náufragos.

​Neste projeto, que celebra o nono ano, o Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) e a SIVA Portugal associam-se a mais uma época balnear através do Projeto "SeaWatch", que tem por objetivo incrementar a segurança na costa e praias portuguesas, em particular as que não têm vigilância permanente.

Este ano, destaca-se também a introdução de desfibrilhadores automáticos externos nas viaturas e a necessária formação aos tripulantes em suporte básico de vida e desfibrilhação, numa parceria entre o Instituto de Socorros de Náufragos e o "Movimento Salvar Mais Vidas", que permitirá que os operacionais destas viaturas possam prestar um melhor auxílio nas praias portuguesas, nomeadamente em situações de paragem cardiorrespiratória. Está prevista a colocação destes desfibrilhadores nas viaturas até ao dia 15 de junho.

A BP é outro dos parceiros que este ano se associa ao Projeto "SeaWatch", contribuindo com a cedência de combustível para a operação destas viaturas.

Esta cerimónia, presidida pela Secretária de Estado da Defesa Nacional, Ana Santos Pinto, contou com a presença do Almirante Chefe do Estado Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional, António Mendes Calado, do Diretor-geral da Autoridade Marítima e Comandante-geral da Polícia Marítima, Vice-almirante Luís Sousa Pereira, do Diretor Executivo da SIVA, Engº. Pedro de Almeida, do Presidente da BP, Pedro Oliveira, bem como outras entidades.

Em 2018, o projeto "SeaWatch" possibilitou o salvamento de 51 veraneantes, efetuando 271 assistências de primeiros socorros e 20 buscas com sucesso a crianças perdidas.

Desde o início do projeto, estimam-se que os veículos afetos ao Projeto "SeaWatch" tenham percorrido cerca de 280 mil quilómetros por cada época balnear, sobretudo em praias não vigiadas, tendo sido salvas mais de 1600 vidas humanas.