MEDIA CENTER

Comandante-geral da Polícia Marítima visita equipa que integra a missão “POSEIDON 2017” na Grécia

30 DEZ 2017 15:12

O Comandante-Geral da Polícia Marítima, Vice-almirante Sousa Pereira, realizou uma visita operacional à equipa que continua a participar na missão “JO POSEIDON 2017”, na ilha de Lesbos, na Grécia, sob coordenação da agência europeia FRONTEX.

​A partir do porto de Molivos, no mar Egeu, o Comandante-Geral navegou com a equipa da Polícia Marítima durante as suas patrulhas marítimas, junto à fronteira com a Turquia, e acompanhou os agentes da Polícia Marítima na exigente missão de vigiar a fronteira marítima grega a partir da Viatura de Vigilância Costeira.

No decorrer das patrulhas, o Vice-almirante Sousa Pereira, teve oportunidade de constatar as circunstâncias em que a equipa actua e as rigorosas condições climatéricas e de estado de mar que se fazem sentir nesta altura do ano.

O Comandante-Geral da Polícia Marítima teve ainda oportunidade de reunir com o Comodoro da Guarda Costeira Grega, comandante da zona marítima, com os representantes da FRONTEX na ilha de Lesbos, com o adjunto do Comandante da Polícia de Lesbos e com os Capitães dos Portos de Mitilene e Molivos, os quais demonstraram todo o apreço e admiração pelo profissionalismo, empenho e motivação da equipa e o quanto a população local está agradada com a sua presença na ilha.


A presente participação envolve duas embarcações da classe TEJO, uma Viatura de Vigilância Costeira e um contentor de manutenção.


A Polícia Marítima colabora com a Guarda Costeira Grega, no desempenho das funções de Guarda Costeira Europeia, destacando-se a missão principal de vigilância das fronteiras marítimas gregas e externas da União Europeia, no controle da imigração ilegal e no combate ao crime organizado transfronteiriço, nomeadamente a repressão à criminalidade no mar e ao narcotráfico.


A equipa portuguesa destacada em Lesbos é composta por 10 Agentes da Polícia Marítima e é apoiada por um Faroleiro Técnico, para assistência à componente eletrónica/elétrica das embarcações e da Viatura de Vigilância Costeira, e um especialista em máquinas marítimas, para a prestação de apoio técnico às embarcações, contando ainda com um elemento destacado no Centro de Coordenação Internacional, em Piréus, Grécia, com as funções de oficial de ligação entre a equipa da Polícia Marítima e a agência FRONTEX.