MEDIA CENTER

Polícia Marítima realiza ação conjunta de fiscalização e proteção dos cavalos-marinhos com Parque Natural da Ria Formosa em Olhão

29 DEZ 2017 16:12

Durante a noite de 28 de dezembro, o Comando-local da Polícia Marítima (CLPM) de Faro, conjuntamente com o CLPM de Olhão e os vigilantes do Parque Natural da Ria Formosa (PNRF), acompanhados do professor doutor Miguel Correia da Universidade do Algarve (Ualg) e do Engº Nuno Grade do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), realizaram uma ação de fiscalização dirigida à proteção da fauna ictiológica, nomeadamente dos cavalos-marinhos, uma vez que a sua captura é proibida, por se tratar de uma espécie protegida e em vias de extinção.

Durante a ação de fiscalização, realizada por oito elementos policiais, apoiados por três elementos do Troço-do-Mar, e por dois vigilantes da natureza do PNRF, com recurso a duas embarcações de Faro, uma de Olhão e uma do ICNF, foram fiscalizados vários locais da Ria Formosa onde, segundo a informação da Ualg, existe conhecimento da existência de cavalos marinhos.

Não obstante não terem sido detetados infratores, esta ação da Polícia Marítima visou contribuir para a promoção da consciência ecológica dos cidadãos, sensibilizando-os para a necessidade da conservação, gestão e aproveitamento sustentável dos recursos naturais marinhos, designadamente a manutenção da existência de cavalos marinhos na Ria Formosa.

A Polícia Marítima, no seu espaço jurisdicional, acompanha e fiscaliza as mais diversas atividades económicas e lúdicas, verificando a sua conformidade com a legislação nacional e comunitária em vigor, dando, assim, o seu contributo para um uso racional e sustentado dos recursos naturais, bem como para a segurança de pessoas e bens, tanto em terra como a bordo de embarcações.