MEDIA CENTER

Autoridade Marítima Nacional resgata tripulantes de embarcação naufragada junto à praia do Cabedelo

6 ABR 2017 12:04

A Autoridade Marítima Nacional salvou ontem, dia 5 de abril, ao final do dia, três tripulantes da embarcação de recreio “Ranas”, que naufragou junto à praia do Cabedelo.

​O alerta foi dado pelas 19h45 através de contacto do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa). Após uma falha no motor à entrada da barra de Viana do Castelo, a embarcação de recreio “Ranas” começou rapidamente a abater para a zona de rebentação da praia do Cabedelo, onde viria a naufragar a 800 metros a sul da entrada da barra. Devido aos afloramentos rochosos no local e à forte rebentação, só foi possível o resgate destes tripulantes por terra, o que foi concretizado com sucesso. 

Os tripulantes, todos na casa dos 40 anos, apresentavam sintomas de hipotermia, estando um deles em estado de choque e outro com cortes na face e membros inferiores. Estabilizados pelas equipas médicas do INEM e dos Bombeiros Municipais de Viana do Castelo, foram posteriormente conduzidos ao Hospital de Viana do Castelo. Já durante o dia de hoje, 6 de abril, dois dos tripulantes tiveram alta hospitalar, mantendo-se no entanto um deles sob observação. 

Após a operação de salvamento decorreram, na presença da Polícia Marítima, os trabalhos de remoção da embarcação com a ajuda dos Bombeiros Municipais de Viana do Castelo, alguns populares, que prontamente se colocarem ao dispor com dois jipes, e ainda com os meios da Junta de Freguesia de Darque, que disponibilizou um trator. Estes trabalhos prolongaram-se até à 01h00 e foram retomados aos primeiros alvores de hoje, dia 6 de abril, prevendo-se a sua conclusão até ao fim do dia. 

Para este resgate foram acionados meios da Estação Salva-vidas, do Comando-local da Polícia Marítima, do INEM e dos Bombeiros Municipais de Viana do Castelo, num total de 30 operacionais, em articulação com o Comando Distrital de Operações de Socorro  de Viana do Castelo.

Na sequência deste acidente foi levantado um inquérito ao sinistro marítimo, por forma a apurar as causas do acidente.​




​​