MEDIA CENTER

Terminaram as operações de reflutuação da embarcação “Falcão Peregrino” afundada na Nazaré

18 JAN 2017 11:01

A Capitania do Porto e o Comando-local da Policia Marítima da Nazaré vigiaram e apoiaram os trabalhos de recuperação da embarcação de pesca costeira "Falcão Peregrino", com cerca de 15 metros de comprimento que, na passada sexta-feira, dia 13 de janeiro, se afundou no porto da Nazaré, junto à primeira ponte cais, de modo a que todos os procedimentos fossem executados em segurança.

​As operações de reflutuação decorreram entre o dia 16 e 17 de janeiro, e foram realizados por uma empresa de mergulhadores especializada (Amora Sub). Foram colocados diversos equipamentos insufláveis (balões, boias, etc.) em torno de toda a embarcação, os quais permitiram ontem, dia 17 de janeiro, cerca das 12h40, trazer a embarcação à superfície. 

Já à superfície, a embarcação foi inspecionada e iniciaram-se os preparativos para ser rebocada para a zona do estaleiro naval. Pelas 18h10, a embarcação de pesca “Pérola da Nazaré”, conjuntamente com a embarcação “SR-31” da Estação Salva-vidas do Instituto de Socorros a Náufragos da Nazaré, iniciaram o reboque da "Falcão Peregrino" para a zona do estaleiro onde, às 18h40, o “Travelift” da Autoridade Portuária, colocou a embarcação a “seco”, no Estaleiro Naval da Nazaré.​


​​