MEDIA CENTER

Polícia Marítima de Aveiro apreende 26 redes majoeiras colocadas ilegalmente

16 JAN 2017 14:01

O Comando-local da Polícia Marítima de Aveiro, no âmbito das suas competências e no desenvolvimento da atividade de fiscalização na orla costeira, realizou ontem, dia 15 de janeiro, uma ação em busca de redes de tresmalho fundeadas sem o auxílio de embarcação, vulgarmente designadas por “majoeiras”, utilizadas a partir de terra, entre a praia de S. Jacinto até ao limite sul da praia de Cortegaça. Foram apreendidas 26 redes, por se encontrarem colocadas em período interdito, bem como, por falta de sinalização e/ou identificação.

As redes apreendidas foram recolhidas e transportadas para o Comando-local, onde se procedeu à elaboração do respetivo expediente e procedimento contraordenacional.

Este tipo de pesca com redes de tresmalho constitui uma arte de pesca permitida nas áreas de jurisdição marítima das capitanias do porto do Douro, até à da Nazaré inclusive. A utilização destas redes apenas é permitida entre 1 de outubro e 30 de abril de cada ano, com exceção dos sábados, domingos e feriados, onde os pescadores apenas podem operar na área de jurisdição da capitania onde residem e das capitanias limítrofes, mas sempre nas zonas para o efeito demarcadas pela Autoridade Marítima Local.​


​​