MEDIA CENTER

Polícia Marítima deteta armazém de depuração ilegal de bivalves na Lourinhã

6 JAN 2017 22:01

O Comando-local da Polícia Marítima de Peniche desenvolveu na noite de ontem, dia 5 de janeiro, para hoje, dia 6 de janeiro, uma operação no seguimento do esforço de vigilância e fiscalização das atividades de pesca ilegal, assim como da transação do pescado resultante dessa atividade, na zona da Lourinhã. No decorrer da operação, foi detetado um armazém onde se encontrava a funcionar um sistema de depuração de bivalves ilegal (não licenciada pela entidade competente).

​Na depuradora encontravam-se diversos recipientes onde estavam a ser sujeitas a depuração algumas espécies de bivalves (amêijoa boa, macha, japónica e berbigão), perfazendo o total de 150kg. Encontravam-se ainda depositadas nesses recipientes, 6kg sapateiras e 5kg de burriés. Todos os bivalves e crustáceos foram apreendidos e vendidos em lota, tendo o valor da venda, cerca de 800€, revertido a favor do Estado. 

Na ação, o proprietário da aludida depuradora foi notificado pela ASAE, que entretanto foi também envolvida na operação por ser uma matéria de sua competência , nomeadamente a suspensão da atividade ilícita da depuradora. O proprietário foi ainda identificado e, das infrações detetadas, serão instaurados os respetivos processos de contraordenação. ​