MEDIA CENTER

Marinha e Autoridade Marítima alertam para agravamento do estado do mar nos próximos dias para os Açores

26 DEZ 2016 20:12

A Marinha e a Autoridade Marítima Nacional alertam a comunidade marítima e toda a população em geral da Região Autónoma dos Açores (RAA), em especial do grupo ocidental e central que frequente as zonas costeiras, para a previsão de ventos fortes e agravamento do estado do mar, com ondas que podem atingir os 6 a 7 metros de altura.

​​Aconselha-se, por isso, a adoção de medidas de segurança e de prevenção no mar e em terra, junto à costa.

À comunidade marítima recomenda-se o reforço da amarração e uma vigilância cuidada das suas embarcações atracadas, bem como a consulta regular dos avisos à navegação e da previsão meteorológica e outras informações sobre a praticabilidade dos portos, junto das capitanias dos portos, evitando sair para o mar até que as condições melhorem. Para quem por necessidade profissional tenha de estar no mar, recomenda-se que se certifique do estado de conservação dos equipamentos de salvação individuais e coletivos, aproveitando para recordar as boas práticas para o seu uso, bem como assegure que os equipamentos rádio e de emissão de alertas, e.g. radiobalizas de emergência (EPIRB), se encontram em bom estado de funcionamento.

Aos pescadores lúdicos aconselha-se cautela, evitando pescar junto a zonas de arriba nas frentes costeiras normalmente utilizadas para a prática de pesca à cana.

À população em geral recomenda-se evitar passear junto à costa e aproximar das zonas de rebentação, em especial junto aos molhes das entradas dos portos e zonas de praia.

Estas condições terão maior incidência no grupo ocidental e central da RAA, a partir do fim da manhã do dia 27 de dezembro, situação que se manterá sem grandes alterações até ao final da manhã de quinta-feira, dia 29 de dezembro.

O Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC DELGADA , tlf. 296 281 777) , o meio naval da Marinha atribuído à zona marítima dos Açores, bem como os meios marítimos da Autoridade Marítima Nacional sedeados na região, encontram-se permanentemente de alerta e em prontidão para dar resposta a situações de emergência no mar.​