MEDIA CENTER

Polícia Marítima apoia no registo de imigrantes em Itália

16 NOV 2016 16:11

No âmbito a operação TRITON 2016, da Agência FRONTEX, a Polícia Marítima (PM) tem destacados em Taranto, Itália, desde o passado dia 5 de novembro, dois elementos com o objetivo de apoiar as autoridades italianas no registo de refugiados e imigrantes, neste caso, no âmbito da recolha datiloscópica e quiroscópica (processo de identificação humana através de impressões digitais).

​Desde o início de funções, a equipa da PM já resenhou, no hotspot de Taranto, um total de 135 pessoas, das quais 125 homens e 10 mulheres. A maioria das pessoas era oriunda da Argélia, Afeganistão, Bangladesh, Egipto, Eritreia, Etiópia, Guiné, Iraque, Marrocos, Nigéria, Paquistão, Senegal, Somália, Sudão e Tunísia.

A PM vai manter o seu apoio a Itália, com o objetivo de cooperar no controlo das fronteiras europeias e no combate ao crime transfronteiriço, integrada na missão da Agência FRONTEX, até ao dia 16 de dezembro de 2016.