MEDIA CENTER

Operação de resgate no Cabo de Sines e alerta a utilizadores do Domínio Público Marítimo

29 AGO 2015 17:08

O Capitão do Porto de Sines coordenou hoje, dia 29 de agosto, o resgate de um cidadão de 44 anos, residente e trabalhador em Sines, que caiu ao mar numa zona do Cabo de Sines, denominada “Pedras Amarelas”. O alerta foi recebido cerca das 9h17 no piquete do Comando-local da Polícia Marítima de Sines, através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa), que terá recebido a informação via 112, de um cidadão que se encontrava a passar no local do acidente.

​De imediato foram enviados para o local meios do Comando-local da Polícia Marítima de Sines, nomeadamente, uma viatura por terra e uma lancha por mar, que recolheu o cidadão já inanimado e o conduziu para a marina do porto de Sines. No local esperavam-no meios dos Bombeiros Voluntários de Sines, do INEM e ainda o militar da Marinha a prestar serviço na Autoridade Marítima com a viatura Amarok, ambos afetos ao “Programa Praia Segura”.

Apesar das tentativas de reanimação, o médico do INEM verificou o óbito, tendo o cidadão, após autorização do Ministério Público, sido conduzido ao Hospital do Litoral Alentejano, onde foi recebido por volta das 12h15.

No local do acidente, o mar era de pequena vaga, o vento fraco e a visibilidade boa, pelo que as causas são ainda desconhecidas.

Perante mais esta fatalidade que engrossa as estatísticas das mortes no Domínio Público Marítimo, reitera-se o alerta a todos os cidadãos que usufruem deste espaço para os mais diversos fins, para a necessidade de tomarem todos os cuidados possíveis com vista a evitar este tipo de acidentes. O uso de equipamento adequado, como é o caso de coletes de salvamento, poderá, em certos casos, marcar a diferença entre a vida e a morte.