MEDIA CENTER

Polícia Marítima fiscaliza pesca com ganchorra e náutica de recreio na Ria Formosa

27 JUL 2016 10:07

O Comando-local da Polícia Marítima de Olhão desenvolveu ontem, durante a manhã, uma operação de fiscalização no seu espaço de jurisdição, direcionada, numa primeira fase, à atividade da pesca com ganchorra e, numa segunda fase, à náutica de recreio, no interior da Ria Formosa.

​No decorrer da operação, foram fiscalizadas duas embarcações de pesca e sete embarcações de recreio. No imediato não foram detetadas infrações, havendo, contudo, procedimento para apresentação de papéis de bordo, no que se refere à náutica de recreio.

A ação de fiscalização teve especial incidência na pesca por arte de arrasto (ganchorra), à captura de espécie interdita – conquilha e na náutica de recreio, ao cumprimento das normas aplicáveis à atividade e ao cumprimento das normas de navegação aplicáveis no interior da Ria Formosa, nomeadamente, proibição de navegar pelo canal terciário entre Armona – Fuzeta.

Foram empenhadas nesta ação, 5 elementos e duas embarcações da Polícia Marítima, apoiados por um militarizado da Capitania do Porto de Olhão. 

A Autoridade Marítima informa que a apanha da conquilha está interdita de Vila Real de Santo António até Quarteira, por motivos de saúde pública (existência de toxinas DSP - Diarrhetic Shellfish Poisoning).​

​​