MEDIA CENTER

Polícia Marítima desembarca emigrantes na Grécia

8 JUN 2016 17:06

A equipa da Polícia Marítima (PM), que se encontra integrada na missão da agência FRONTEX – POSEIDON SEA 2016, apoiou no resgate e desembarque de 17 refugiados e emigrantes de um barco de fibra, na Ilha de Lesbos.

​Durante uma patrulha de controlo de fronteiras da União Europeia, a equipa da PM recebeu informação que um barco estava parado próximo de Skala Sikanimea. O barco foi rebocado para o porto e a PM efetuou o desembarque, em segurança, de 17 refugiados e emigrantes, dos quais 8 homens, 6 mulheres, uma delas com 80 anos de idade, 2 crianças e 1 bebé recém-nascido. 16 pessoas eram de nacionalidade síria e apenas 1 homem disse ser de nacionalidade curda.

Apesar de todos afirmarem que o facilitador os tinha abandonado ao atirar-se à água e nadado até ao Cabo de Korakas, o emigrante curdo estava muito nervoso e tinha na sua posse centenas de euros. A equipa da PM entregou este emigrante às autoridades gregas para posterior averiguação da possibilidade de se tratar de um facilitador.

Foi prestada colaboração e assistência com o equipamento de oxigeno-terapia e oxímetro da equipa da PM, pelos médicos presentes no local, a uma mulher com cerca de 30 anos que se encontrava debilitada e indisposta.

Depois de assistidos pela equipa da PM, por médicos e ONGs presentes no local, os refugiados e emigrantes foram transportados para a cidade de Mitilene onde foi garantido o seu controlo e registo pelas autoridades gregas e pela agência FRONTEX.

Desde o dia 1 de outubro de 2015, a PM já resgatou 2976 emigrantes e refugiados, dos quais 806 bebés e crianças e 642 mulheres, e deteve 5 facilitadores.

A equipa é composta por 11 Agentes da PM, 1 Técnico para o apoio e a manutenção das embarcações e 1 Técnico para a manutenção da componente elétrica e eletrónica da Viatura de Vigilância Costeira.

A PM vai manter o seu apoio à Guarda-costeira Grega, com o objetivo de cooperar no controlo e vigilância das fronteiras marítimas gregas e no combate ao crime transfronteiriço, integrada na missão da agência FRONTEX, até ao dia 30 de setembro de 2016.

NO MAR, MAIS ALÉM, POR BEM.​​

Ver vídeo da operação.