MEDIA CENTER

Polícia Marítima participa em buscas de desaparecido no rio Minho

1 JUN 2016 14:06

O Comando-local da Polícia Marítima de Caminha está a participar nas operações de busca do cidadão de nacionalidade espanhola, de 35 anos, que supostamente desapareceu no rio Minho, no dia 28 de maio, na localidade da Lapela.

​Até à data as buscas cobriram uma área subaquáticas de 1500 metros a jusante da Lapela, onde se incluem todos os poços existentes nesse troço do rio Minho e a área do espelho de água e margens compreendida entre a Lapela e Friestas, dos dois lados do rio.

Todas as ações de buscas, até ao momento, foram infrutíferas. No entanto, vão-se manter nos próximos dias, com equipas Portuguesas e Espanholas, no espelho de água e nas duas margens do rio.

Os familiares do desaparecido têm, de forma sistemática, sido informados do resultado das operações, dispositivos de buscas e futuras linhas de ação.

O dispositivo internacional de buscas conta com a participação da Polícia Marítima de Caminha, da Comandância Naval del Minho, dos Bombeiros Voluntários de Monção, dos Bombeiros Voluntários de Caminha, dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima, da Sub Zone de Monção, Bombeiros Municipais de Viana do Castelo, mergulhadores da Armada Espanhola, Bombeiros do Baixo Miño, Bombeiros de Ponte Areas, GNR, Guardia Civil, AXEGA e amigos do desaparecido.

Apesar dos resultados, destaca-se o excelente apoio que o Comandante Naval de Miño tem prestado ao Capitão do Porto de Caminha na direção operacional dos trabalhos de buscas, bem como, a excelente colaboração, espirito de entreajuda e camaradagem das várias equipas dos dois países no terreno, cujo trabalho foi reconhecido pelos familiares, vizinhos, poder local e populares.​