MEDIA CENTER

Buscas de mulher na Foz do Arelho (ATUALIZAÇÃO)

30 MAR 2016 08:03

Retomaram hoje, às 07h30, as operações de busca pela mulher de 69 anos, desaparecida desde o dia 27 de março e que, presumivelmente, terá tomado a direção do oceano, na praia do Mar na Foz do Arelho. Até ao momento não existem resultados nem indícios da localização do corpo na água, porém a área de buscas será aumentada para as 3 milhas a norte e a sul do espelho de água da lagoa de Óbidos.

​O dispositivo terrestre mantém-se com viaturas e elementos do Comando-local da Polícia Marítima de Peniche, Bombeiros Voluntários das Caldas da Rainha e Bombeiros Voluntários de Óbidos. Na água, as buscas ficam reforçadas por duas motas de água da Polícia Marítima e dos Bombeiros das Caldas da Rainha. Este dispositivo, até resultados em contrário, irá manter-se até ao pôr-do-sol de hoje, altura em que será novamente reavaliado.

Relembra-se que o pedido de colaboração foi solicitado pela GNR da Foz do Arelho no dia 28 de março, cerca das 17h30, para auxílio nas buscas da mulher, que não dava notícias desde as 21h00 do dia 27 de março. Na sequência de averiguações do piquete do Comando-local da PM de Peniche nas escadas de acesso à praia do Mar da foz do Arelho, foram encontrados pertences de uma mulher que, mais tarde, se veio a confirmar serem da mulher desaparecida. No local, existiam ainda um conjunto de pegadas em direção ao mar, que indiciavam uma deslocação apeda de alguém nessa direção.

Às 18h45 do dia 28 de março, mediante os indícios verificados, o Capitão do Porto e Comandante-local da PM de Peniche, ativou o sistema de Busca e Salvamento para procura de um eventual náufrago nessas imediações. Foram assim acionados na altura, meios da Autoridade Marítima Nacional (Instituto de Socorros a Náufragos e Polícia Marítima), da Força Aérea (FAP), dos Bombeiros Voluntários das Caldas da Rainha e de Óbidos, da GNR e da proteção Civil das Caldas da Rainha.