MEDIA CENTER

Majoeiras são fiscalizadas pela Polícia Marítima de Aveiro

24 MAR 2016 18:03

Ontem, dia 23 de março, o Comando-local da Polícia Marítima (PM) de Aveiro, no espaço marítimo sob jurisdição da Capitania do porto de Aveiro, fiscalizou caçadas de redes de tresmalho fundeadas sem o auxílio de embarcação, vulgarmente designadas como majoeiras, utilizadas a partir de terra.

As ações de fiscalização decorreram na faixa litoral numa área de extensão de 34 quilómetros de praia, entre a praia de São Jacinto - concelho de Aveiro e a Maceda - concelho de Ovar. No total foram fiscalizadas 37 redes, das quais foram recolhidas e apreendidas 21 redes, sem identificação e com dimensões ilegais.

As redes ilegais foram transportadas para o respetivo Comando-local da PM, onde se procedeu à elaboração dos respetivos expedientes e procedimentos contraordenacionais.

Este tipo de pesca com redes de tresmalho constitui uma arte de pesca regulamentar, permitida nas áreas de jurisdição marítima da Capitania do Porto do Douro, até à da Nazaré, inclusive. A utilização destas redes apenas é permitida entre 1 de outubro e 30 de abril de cada ano, com exceção dos sábados, domingos e feriados, onde os pescadores apenas podem operar na área de jurisdição da capitania onde residem e das capitanias limítrofes, mas sempre nas zonas para o efeito, demarcadas pela Autoridade Marítima Local.