MEDIA CENTER

Polícia Marítima no controlo de fronteiras na Grécia recolhe 45 emigrantes de bote

4 MAR 2016 18:03

A equipa da Polícia Marítima (PM), que se encontra na Ilha Grega de Lesbos desde o dia 1 de outubro, integrada na missão da agência FRONTEX, POSEIDON RAPID INTERVENTION, a colaborar no controlo de fronteiras da União Europeia, recolheu de um bote, ontem, dia 03 de março, 45 emigrantes que realizavam a travessia entre a Turquia e a Grécia.

Durante mais uma patrulha, a equipa da PM deparou-se com um bote a dirigir-se para a Ilha de Lesbos. O bote estava sobrelotado e a maioria das pessoas a bordo não envergava colete salva-vidas. A PM mandou parar o bote e recolheu inicialmente mulheres e crianças e no final, todos os homens, por forma a que fossem entregues às autoridades gregas e aos elementos da agência FRONTEX que realizam o controlo de refugiados e emigrantes.

Durante o trajeto, foram distribuídas águas aos emigrantes e foi garantido que todos se encontravam bem.

À chegada ao porto de Skala Sikaminea, onde todos desembarcaram em segurança, já se encontravam elementos da Guarda-costeira grega e polícias alemães, que se encontram igualmente a colaborar com a agência FRONTEX, tendo assim sido garantido o registo de todos os emigrantes.

No total foram recolhidos 45 emigrantes, dos quais 12 crianças, 11 mulheres e 22 homens.

Até ao momento a equipa já resgatou, em segurança e transportou para terra, 2530 emigrantes e refugiados que corriam risco de vida, sendo 649 bebés e crianças.

A PM vai manter o seu apoio à Guarda-costeira Grega, com o objetivo de cooperar no controlo e vigilância das fronteiras marítimas gregas e no combate ao crime transfronteiriço, integrada na missão da agência FRONTEX, até ao dia 30 de setembro de 2016.

NO MAR, MAIS ALÉM, POR BEM.

Ver vídeo