MEDIA CENTER

POLÍCIA MARÍTIMA RETIRA MULHER INANIMADA DE BOTE NA GRÉCIA

21 JAN 2016 18:01

A equipa da Polícia Marítima (PM), que se encontra na Ilha de Lesbos desde o dia 1 de outubro integrada na missão POSEIDON RAPID INTERVENTION (PRI), retirou uma mulher de nacionalidade síria com cerca de 40 anos, já sem sinais vitais, de um bote que atravessava o mar Egeu, rumo à Grécia, na manhã de ontem, dia 20 de janeiro.

A PM foi informada que se encontrava um bote com grandes dificuldades, com pessoas a necessitar de socorro, a realizar a travessia entre a Turquia e a Ilha grega de Lesbos. Ao chegar ao local, a equipa deparou-se com um bote cheio de refugiados, os quais indicavam que uma mulher se encontrava inanimada.

Face à temperatura que se fazia sentir, cerca de 0 graus, e por forma a conseguirem socorrer a mulher inanimada, a PM decidiu resgatar, para a embarcação portuguesa ARADE, bebés, crianças e a respetivas mães, evitando que entrassem em hipotermia se permanecessem no bote onde seguiam.

Depois de observada por um elemento da PM, a mulher foi retirada do bote e foram todos transportados o mais rapidamente possível e em segurança para o porto mais próximo.

Durante todo o trajeto até terra, que durou 15 minutos, foram aplicadas manobras de suporte básico de vida à mulher, não tendo sido possível reverter a situação. A mulher não recuperou os sinais vitais e, à chegada ao porto de Skala Sikaminea, os médicos presentes declaram o seu óbito. Desconhecem-se as causas da morte mas poderão estar relacionadas com o cansaço da viagem e o frio que se fazia sentir.

A equipa deslocou-se depois para junto dos restantes refugiados, que permaneceram no bote, a fim de lhes prestar auxílio.

No total foram resgatados 61 refugiados, sendo 25 bebés e crianças, 10 mulheres e 26 homens.

A PM vai manter o seu apoio à Guarda-costeira Grega, integrada na missão PRI da agência FRONTEX, até ao dia 30 de setembro de 2016. Até ao momento a equipa já resgatou, em segurança e transportou para terra, mais de 2101 emigrantes e refugiados que corriam risco de vida, sendo 505 bebés e crianças.

NO MAR, MAIS ALÉM, POR BEM.

​Veja o vídeo​ do resgate