Instituto de Socorros a Náufragos

Equivalências

Conheça as equivalências para as categorias de nadador-salvador e módulos adicionais.

​​​Reconhecimento em nadador-salvador coordenador

O novo enquadramento jurídico aplicável à profissão de nadador-salvador, previsto na Lei n.º 68/2014, de 29 agosto, e na respetiva regulamentação, nomeadamente no artigo 36º desta Lei, conjugado com o n.º 3 do artigo 55º da Portaria n.º 373/2015, de 20 outubro,  prevê uma norma transitória para o reconhecimento das respetivas categorias profissionais da carreira do nadador-salvador profissional.

Neste sentido, pela proximidade da próxima época balnear, urge a necessidade do ISN proceder ao reconhecimento da categoria nadador-salvador coordenador, ficando fixado os seguintes requisitos para o ISN proceder ao respetivo reconhecimento em nadador-salvador coordenador:

  1. Ter a certificação em nadador-salvador válida pelo menos até final de 2018​
  2. Ser nadador-salvador certificado para o exercício da atividade há mais de 3 anos
  3. Ter exercido a atividade durante pelo menos 2.000 horas em praia ou piscina

Devem os nadadores-salvadores enviar para o ISN (isn@amn.pt) a seguinte documentação:

  1. Digitalização do cartão de nadador-salvador;
  2. NIF;
  3. Número do Cartão de Cidadão;
  4. Documento comprovativo das entidades contratantes e/ou associação de nadadores-salvadores da experiência profissional com as horas referenciadas;​
  5. Morada atualizada para envio de declaração​ de Nadador-salvador Coordenador.

Este regime transitório manter-se-á  até 31 de maio 2018​, com a previsão da entrada em vigor do Despacho do Diretor do ISN que irá definir os conteúdos dos exames específicos de aptidão técnica para as várias categorias profissionais e respetivos módulos adicionais.​​