Direção de faróis

Estrutura e Organização

A Direção de faróis dispõe de um conjunto de meios e serviços que a capacitam a garantir a operação e manutenção do assinalamento marítimo nacional, nas suas diversas vertentes (sistemas iluminantes, sistemas energéticos, infraestruturas).

Nesse âmbito, a Direção de faróis tem ao seu serviço um conjunto de recursos humanos especializados, em áreas tão diversas como a eletrónica, a metalo-mecânica ou a óptica, e valências oficinais que garantem uma resposta atempada a eventuais avarias.

Também ao nível das instalações, a Direção de faróis, têm valências abrangentes nas diversas capacidades oficinais e de manobra de meios, permitindo-lhe assim responder às necessidades de manutenção dos equipamentos e sistemas em uso no assinalamento marítimo.

Estrutura e Organização da Direção de f​aróis

Estrutura
NFF – Núcleo de Formação de Faroleiros (orgão da Escola de Autoridade Marítima)
DEP – Divisão de Estudos e Projetos
DT – Divisão Técnica
DL – Divisão de Logística
SE – Serviço de Eletrotecnia
SMB – Serviço de Mecânica e Balizagem
SAPM – Serviço de Assinalamento e Posicionamento Marítimo
SI – Serviço de Infraestruturas
SAG – Serviço de Apoio Geral
CAPM – Central de Assinalamento e Posicionamento Marítimo
FBPL – Faróis da Barra do Porto de Lisboa